0
0 Items Selecetd
No products in the cart.
0
0 Items Selecetd
No products in the cart.
Fechar
Voltar

JLD’MAG

Hair story: as extensões de cabelo

Não há nada com as extensões de cabelo para ganhar volume e comprimento! Esta técnica pode ser realizada de inúmeras maneiras, a sua grande popularidade deve-se a isso. A história por trás deste sucesso.

Quanto tempo têm as extensões?

As primeiras extensões de cabelo aparecem no Egito, na Antiguidade. Utilizadas para confecionar perucas, eram usadas por mulheres e homens. Eram verdadeiros enfeites ornamentais e símbolos de riqueza e ostentação, por vezes decorados com ouro e joias. Permitiam também que os seus utilizadores se protegessem de algumas contaminações, como por exemplo dos piolhos. Os homens rapavam a cabeça e as mulheres mantinham o cabelo curto.

Da Idade Média ao séc. XIX, as extensões perdem a sua notoriedade. No Ocidente, a Igreja associa esta técnica apenas à pura vaidade. Durante muito tempo, a moda é usar o cabelo natural ou cobri-lo com toda a espécie de acessórios. Os asiáticos, por outro lado, começam a trabalhar o cabelo humano desde a Idade Média, fazem extensões, perucas e postiços.

As extensões nos nossos dias

Esta técnica voltou em força no meio do séc. XX, quando as mulheres começaram a mudar de penteado de acordo com a sua vontade. Hoje em dia, esta técnica é um negócio ultra popular e lucrativo por todo o Mundo. Existem imensos produtos no mercado, de todos os tipos (naturais, sintéticas, semissintéticas) e de todas as origens (asiáticas, africanas, europeias). As técnicas foram aperfeiçoadas para responder a todas as necessidades e desejos: extensões a quente, a frio ou de clip. Só lhe resta escolher!

PARTILHAR

Pode também gostar

Giveaway Dia dos Namorados: Steampod 3.0

Neste dia dos namorados, espalhamos o amor com a oferta...

Ler Mais

Verdades e mitos sobre a laca

Adora o efeito fixante que a laca proporciona, mas receia...

Ler Mais

Homens: cabelos curtos e engenhosamente imperfeitos

No inverno, é difícil manter uma cabeleira intacta quando se...

Ler Mais