0
0 Items Selecetd
No products in the cart.
0
0 Items Selecetd
No products in the cart.
Fechar
Voltar

JLD’MAG

Coloração caseira: os erros a não cometer

Por mais que deite o olho ao folheto das instruções, nem sempre é fácil não cometer gaffes quando o assunto é coloração caseira. Antes de se aventurar, deixamos-lhe aqui alguns conselhos preciosos. Evite portanto…
 
… fazer uma coloração em cabelos que já estejam sensibilizados. “É possível, mas tenha em conta o grau de sensibilização dos cabelos, para não os sensibilizar ainda mais.” Se os seus cabelos tiverem sido sujeitos a uma permanente ou a uma coloração, poderão ser pintados na condição de não estarem danificados. “Se tiver usado hena, pode ser uma boa solução para que a cor possa agarrar. Justifica-se particularmente se a cor do seu cabelo for clara e a quiser mais escura.”
 
…sobrecarregar o cabelo com tinta. Existe a tendência de refazer a cor quando a ideia é apenas retocar as raízes. Saiba que é um erro! “Se os seus cabelos já forem pintados, aplique a tinta somente ao nível das raízes e deixe-a atuar 1/3 do tempo indicado. Mas, para reavivar os reflexos, é possível fazer a coloração no comprimento, desde que não exceda 5 a 10 minutos para enxaguar o produto.”
 
…querer aclarar os cabelos com uma coloração caseira. Se os seus cabelos já foram pintados, é possível ir para uma tonalidade mais escura, e não o contrário. “Uma cor não tem a capacidade de aclarar outra. Se os seus cabelos forem castanhos e quiser ficar loira, não é pelo facto de aplicar uma cor loira que irá obter aquilo que pretende. Por norma, a cor pega nas raízes, mas não no restante cabelo, daí resultando a catástrofe!”
 
…não fazer a experiência numa amostra de pele, se for a primeira vez. “Ainda que se trate de uma cor temporária, convém fazer um ensaio. É a única forma de saber se não é alérgica ao produto.” Por isso, aplique o produto numa pequena extensão da pele, e deixe-o atuar durante o tempo indicado no folheto. Se a sua pele não fizer qualquer reação, poderá prosseguir à vontade!
 
…aplicar o produto grosseiramente. Seja minuciosa aquando da aplicação para evitar que certas mechas passem despercebidas. “Pegue no bico doseador contido na embalagem e comece a aplicar o produto ao nível das raízes, risca após risca. Espace a aplicação de 1 centímetro, no máximo. Deposite o restante produto do doseador por toda a extensão do cabelo e penteie-se de modo a repartir o mesmo uniformemente.”
 
…deixar vestígios de tinta em volta do rosto. Deverá tratar disso antes de lavar o cabelo, pois o champô tende a fixar a cor, pelo que será mais complicado posteriormente. “Olhe-se no espelho para detetar eventuais manchas de tinta, pegue numa mecha embebida de cor e esfregue-a nessas manchas. Esta técnica remove o excedente!” Depois, lave os  cabelos.
 
A nossa dica: Não se esqueça de utilizar o produto que vem dentro da embalagem, junto com a tinta para o cabelo. Cabelos pintados são cabelos fragilizados, pelo que o produto os irá hidratar! Se tiver produtos profissionais em casa, dê-lhes prioridade.

PARTILHAR

Pode também gostar

Cabelo oleoso: truques para tratar?

O seu cabelo é oleoso e sente-se impotente para resolver...

Ler Mais

Corte de cabelo escalado para cabelos finos: opinião de profissional

Os seus cabelos são finos, mas deseja adotar um corte...

Ler Mais

O preto-ébano: opinião de profissional

O preto pode parecer ser uma cor difícil de adotar...

Ler Mais