0
0 Items Selecetd
No products in the cart.
0
0 Items Selecetd
No products in the cart.
Fechar
Voltar

JLD’MAG

Saiba como recuperar uma cor que se tenha alterado

O seu receio nestas férias? Que a sua coloração desbote devido à exposição prolongada ao sol, ao mar ou ao cloro da piscina. E se os seus cabelos começassem a amarelar ou a esverdear, então estaria mesmo perante aquilo a que chamamos catástrofe capilar! Conheça os nossos conselhos para se prevenir e para remediar a situação na pior das hipóteses.

Uma cor altera-se porque os pigmentos adicionados artificialmente acabam por sair com o mar, o sol, a piscina ou ainda com as sucessivas lavagens no verão. “A cor esbate e deixa transparecer aquilo a que chamamos fundo de descoloração, que é, na maior parte dos casos, verde ou amarelo.”

Este fenómeno abrange principalmente os cabelos pintados de loiro, melhor dizendo, as loiras descoloradas. “A partir do momento em que se descolora o cabelo, este fica mais sensível às agressões exteriores, pelo que a cor tende a sair mais rapidamente do que se fossem cabelos pintados de castanho, por exemplo. Estes, por sua vez, correm menos o risco de ver a cor alterar-se.” Pelo contrário, no caso de se tratar de uma loira que tenha pintado o cabelo de castanho, há uma hipótese de 80% de a cor se alterar ligeiramente. Na pior das hipóteses, o castanho poderá evidenciar reflexos ruivos ou acaju.

Para prevenir este género de capricho capilar, use prioritariamente champôsmáscaras para cabelos pintados. “Estes produtos permitem que os pigmentos se mantenham ao máximo no interior do cabelo, fazendo assim com que a sua cor perdure mais tempo.” Da mesma forma, terá imperativamente de aplicar um protetor solar capilar, pois, para além de hidratar o cabelo, também permite proteger a cor das agressões exteriores.

Tenha em conta que, quanto maior a exposição ao sol, maiores são as hipóteses de a cor se alterar! “Quem fizer praia durante 1 a 2 semanas e, portanto, for à água, não deverá deparar-se com este tipo de problema, desde que siga os nossos conselhos. Nos restantes casos, só muito improvavelmente conseguirão escapar. E aí, não existem 36.000 soluções! Terão de ir ao cabeleireiro, depois de regressarem de férias, para voltar a fazer uma coloração, de modo a repor os pigmentos nos cabelos.”

A nossa dica: Se a alteração da sua cor não for muito substancial, não tem obrigatoriamente de voltar a pintar o cabelo. Pode simplesmente optar por fazer uma coloração chamada “tom sobre tom” (corresponde ao serviço Gloss nos salões Jean Louis David), pois permite reavivar a cor sem ficar com aquele aspeto de raízes à vista. A mais-valia? Esta técnica irá deixar os seus cabelos resplandecentes!

PARTILHAR

Pode também gostar

Como evidenciar um castanho resplandecente?

Quer sejam naturais, quer sejam pintados, para uma cor resplandecente,...

Ler Mais

É imperativo pintar as sobrancelhas aquando de uma coloração?

Quando se pinta o cabelo, é natural questionar-se quanto às...

Ler Mais

Consiga aquele efeito “cabelos queimados do sol” sem balayage

Quantas vezes não dá por si com saudades daqueles bonitos reflexos que...

Ler Mais