20 anos logo
0
0 Items Selecetd
No products in the cart.
0
0 Items Selecetd
No products in the cart.
0
0 Items Selecetd
No products in the cart.
Fechar
Voltar

JLD’MAG

Como reparar cabelos queimados por uma permanente

À semelhança da desfrisagem, os cabeleireiros usam ácido tioglicólico para realizar uma permanente de longa duração, mas, por vezes, acontece um ou outro incidente. Cabelos queimados ou partidos, saiba como reparar isso tudo!

Permanente: um procedimento com alguns químicos e cabelos queimados

São vários os motivos que levam as pessoas a optar por uma permanente, dependendo das suas preferências pessoais e objetivos. No entanto, é importante não esquecer que fazer uma permanente envolve o uso de produtos químicos e calor, o que pode danificar o cabelo se não for feito corretamente ou se este já estiver comprometido. 

Antes de realizar este procedimento, é importante consultar um profissional experiente e saber tudo aquilo que advém do processo.

 Mas, em que consiste realmente a permanente?

Para realizar uma permanente, deve-se romper as pontes de cistina do seu cabelo com o ácido tioglicólico. A ponte de cistina é aquilo que permite estruturar o cabelo, daí a necessidade de o desestruturar para lhe dar a nova forma pretendida. Se o produto ficar a atuar durante demasiado tempo, sujeita-se a partir definitivamente essas pontes. Este ficará, portanto, alterado, acabando por evidenciar um aspeto queimado.

Outro aspeto sujeito a falhar quando se faz a permanente é a colocação dos rolos. Ao fazê-lo, cada mecha deve ser enrolada de forma circular em volta do mesmo. Se, porventura, estiver mal enrolado, de forma não linear, por exemplo, será possível prever algumas falhas.
Para evitar surpresas desagradáveis, é importante ter algumas precauções antes de ceder à tentação da permanente. O recomendado é claro: se não quiser acabar com os cabelos queimados, está fora de questão realizar uma permanente em cabelos pintados, finos ou sensibilizados. 

Caso o seu cabelo seja natural e resistente, faça uma escolha consciente em termos de salão, para que os riscos de danificar os seus fios sejam mínimos.

Cabelos queimados, o que fazer?

Se, por mais que se tenha precavido, mesmo assim sair do salão com mechas e cabelos queimados ou partidos, terá mesmo de ter paciência, porque não existe um tratamento específico para cabelos queimados. Infelizmente, pouco ou nada poderá fazer.

Os cabelos queimados podem ser tratados, mas não podem, de forma alguma, ser reparados. Nesse caso, como poderá cuidar dele da melhor forma?

Jovem mulher a olhar para as pontas dos seus cabelos queimados
Jovem mulher a olhar para as pontas dos seus cabelos queimados

Nutra o comprimento e as pontas e procure shampoos específicos para cabelos secos, de modo a ajudar a reconstruir a fibra capilar. Da mesma forma, não hesite em usar produtos à base de queratina, daqueles que penetram no coração da fibra capilar para a regenerar. Se tiver o cabelo loiro queimado, por exemplo, procure produtos específicos para loiros, porque estes podem ficar muito mais fragilizados.Os óleos capilares são igualmente uma boa opção, na condição de serem usados com moderação, evitando assim ficar com aquele aspeto de cabelo oleoso. Os serums para cabelos secos também podem ser usados para ir retocando ao longo do dia.

Outra solução passa também por cortar ligeiramente os cabelos. Se a estrutura do cabelo estiver partida, comece por cortar as pontas para retirar aquilo que está estragado e ressequido. Procure fazê-lo regularmente para que os seus fios voltem a crescer da melhor forma possível.

A nossa dica: Use e abuse das máscaras hidratantes para nutrir o comprimento e as pontas. Para um resultado eficaz e visível, aplique a máscara após cada lavagem e deixe atuar durante 10 minutos para otimizar os efeitos.

Fazer uma permanente, sim ou não?

Cabelo castanho encaracolado com permanente sob fundo branco
 Cabelo castanho encaracolado com permanente sob fundo branco

Fazer um permanente é um processo químico que pode alterar significativamente a estrutura do seu cabelo, originando também um couro cabeludo queimado por química. Por isso, é importante considerar cuidadosamente vários fatores antes de decidir prosseguir com a técnica. Caso decida fazê-lo, procure um profissional com boa reputação e experiência, como é o caso dos profissionais da Jean Louis David

Só assim terá uma experiência positiva para alcançar os resultados desejados.

PARTILHAR

Pode também gostar

Fios desidratados? Saiba como tratar cabelo seco

Todas nós já sentimos os nossos fios mais desidratados ou...

Ler Mais

Cortar o cabelo: 3 mitos

Não é fácil ir contra alguns preconceitos que nos fazem...

Ler Mais

Como travar a queda do cabelo?

A relação que tem com os seus cabelos é –...

Ler Mais