Subscreva a nossa newsletter e receba 10% de desconto!

0
0 Items Selecetd
No products in the cart.
0
0 Items Selecetd
No products in the cart.
Fechar
Voltar

JLD’MAG

Como adotar um rabo-de-cavalo especial anos 60?

Nesta primavera, os penteados da década de 60 estão mais em voga do que nunca. Simultaneamente rétro, chiques e intemporais, usam-se em qualquer ocasião. A nossa especialista revela-lhe todos os seus segredos para que os possa realizar com êxito.

Esta criação capilar é típica dos anos yé-yé. «A principal característica de um penteado neo-sixties é o volume XXL. O cimo da cabeça é bastante cheiinho devido às raízes ripadas. Efetivamente, há uma oposição com o efeito achatado à frente e de colmeia atrás. Quanto às pontas, são viradas para fora. Naquela época, este género de corte usava-se imenso, bem como os cabelos curtos ou os penteados hippie».

Para chegar a semelhante resultado, os seus cabelos querem-se escalados, seja qual for o comprimento destes. «Lave-os com o champô Cuidado e Vitalidade da gama Volume Therapy para lhes dar densidade ao máximo. Isole os cabelos de cima antes de os ripar, mecha por mecha. Para isso, aplique um pouco de Texture Powder, e penteie as raízes no sentido contrário ao do crescimento. Borrife com laca, achate as laterais com uma noz de gel, e prenda a sua cabeleira de modo a criar um rabo-de-cavalo baixo».

O nosso conselho. Se adotar a tendência sixties, não hesite em declinar os seus penteados. Faça um puxo baixo ou umas tranças. Outra solução: vá buscar a sua headband às flores preferida para deixar o seu rosto desafogado, otimizando assim o volume atrás.
 
© PixelFormula, Desfile Honor, pronto-a-vestir, primavera-verão 2015 © Jean Louis David

PARTILHAR

Pode também gostar

Que cortes de cabelo devem privilegiar os homens de cabelos frisados?

Os homens de cabelos frisados inserem-se em várias categorias. Alguns...

Ler Mais

Saiba usar correctamente a cera de modelação

Todos mais eficazes e criativos uns que os outros, os...

Ler Mais

Os erros de coloração de que não se quer mais ouvir falar em 2013

Chegou a hora, neste início de ano, de acertar os...

Ler Mais